Ancoragem na PNL: 5 Passos para Fazer dar Certo

Spread the love

ancoragem pnl

A ancoragem na PNL é uma ferramenta muito simples e útil.

A ancoragem básica da PNL foi baseada nos estudos do Psicólogo Ivan Pavlov, vencedor do Prêmio Nobel. Ela acontece ao assimilar um toque físico à um sentimento ou comportamento que você quer que esteja à sua disposição. Sua vida já tem sido afetada pelas âncoras, mesmo que você não as tenha criado intencionalmente.

Alguma vez você se beliscou quando ia fazer algo errado? Por exemplo quando você pensava em comprar alguma coisa. Toda vez que você pensava nisso você se beliscava “ai!”. A idéia é associar pensar em comprar algo com a dor de se beliscar, o que faz você parar de pensar em comprar. Pensar em comprar é ruim, dói. Isto é a ancoragem na PNL.

Como usar a Ancoragem da PNL para Sentimentos Positivos

O uso mais comum da Ancoragem é ter uma maneira de se sentir com os recursos desejados, em uma determinada situação, de forma intencional. Por exemplo, você quer se sentir confiante quando estiver fazendo uma ligação de negócios. Uma âncora de PNL pode garantir acesso à essa confiança, que você já tem em outras situações, mas que não costumam estar disponível quando você faz ligações de negócios.

Tente este experimento de ancoragem. Primeiro leia os seguintes passos e depois tente aplicá-los. Será mais interessante depois que você tiver colocado na prática por si só.

Ancoragem da PNL em 5 passos simples

1. Defina como quer se sentir. Digamos que confiante.

2. Lembre-se de alguma vez em que você se sentiu muito confiante. Pode ser uma memória de quando você sentia-se confiante, sobre quaisquer circunstâncias. Você certamente tem uma! Relaxe e deixe sua memória trazer a tona em qual memória você se sentia confiante.

3. Escolha uma âncora que envolva o toque, como encostar a ponta do indicador e do dedão ou fechar a mão em punhos.

4. Lembre-se do que você viu, ouviu e sentiu em sua memória de confiança. Você precisa se colocar dentro da memória e revivê-la. Não tente ver a memória à distância, ou os sentimentos não irão aflorar. Você precisa estar lá novamente.

Viva aquele momento até que você sinta a confiança aparecer e crescer em você da mesma maneira que você sentia naquele dia. Conforme você sente a confiança, ative sua âncora do passo 3.

Por exemplo, toque seu polegar com o indicador e segure conforme a confiança cresce. Solte os dedos quando o sentimento começar a diminuir. Se você tiver feito corretamente e se não houver motivos para você não se sentir mais confiante, você fez tudo certo!

5. Teste a âncora encostando a ponta do seu indicador e seu polegar, exatamente da mesma maneira, novamente e perceba se você acessa naturalmente seu estado de confiança. Claro, não tente resistir à âncora, deixe que ela aconteça.

Se funcionar, agora você tem uma âncora de PNL! De hoje em diante, você pode se sentir confiante encostando a ponta do seu polegar e do seu indicador. Legal certo?

Talvez não…

A ancoragem da PNL não irá funcionar em algumas situações. Sua âncora de confiança pode falhar quando um medo intenso ou pavor for mais forte do que a âncora que você criou. Então, significa que a ancoragem da PNL não funciona? Não.

Isso significa que a ancoragem pode não ser uma cura para todos os estados indesejados. Parte de usar uma boa ferramenta da PNL, como a ancoragem, está em entender suas limitações. Pense em aparar a grama da sua casa, pode ser que tenham alguns tipos de mato e passar o cortador-de-gramas pode ser o suficiente para acabar com eles.

Já que a maioria dos matos que aparecem no quintal são baixos e fracos, um cortador-de-gramas comum pode resolver a grande maioria dos casos. Porém, usar um cortador de gramas em um terreno onde o mato já está muito alto, e em alguns lugares começou a criar troncos grossos, é inútil.

A ancoragem na PNL não é diferente. Ela irá funcionar sobre certas circunstâncias. Em outras, você irá precisar de outras ferramentas para “cortar o mato”.

Imagem da âncora retirada do site pixabay.com


Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *